Logo
Artistas

Filipe Martins

Realizador e professor, nasceu em Paredes. Estudou Física (Universidade de Aveiro) mas acabou por dedicar-se ao cinema, área que desenvolve desde 1998. Fez um bacharelato em Cinema e Vídeo (ESAP), licenciou-se em Arte e Comunicação, ramo audiovisual (ESAP), e concluiu, com distinção, o mestrado em Ciências da Comunicação em 2005 (Universidade Nova de Lisboa), com tese teórica na área da epistemologia (pré-Bolonha).Escreveu e realizou diversos trabalhos de ficção em Cinema e Vídeo, entre eles a longa-metragem “Este Filme”, estreada na edição do Fantasporto 2002, e a curta-metragem “Dido e Eneias” (2007), estreada no Teatro Nacional de S. João e selecionada para competição internacional nos festivais de Cinema de Vila do Conde (Portugal) e Paris Tout Court (França). Tem realizado vários trabalhos de vídeo-dança em associação com o Balleteatro do Porto, entre os quais “Là Où Je Dors” (coreografia de Isabel Barros), e “No Fly Zone”, “Story Case” e “A Praça” (coreografias de Né Barros), tendo sido selecionados em festivais internacionais de diversos países (Espanha, França, Itália, Holanda, Bélgica, Argentina, Brasil, Estados Unidos, etc.). Recebeu o prémio de melhor realizador com o filme “Untraceable Patterns“ (InShadow 2012). Tem dois livros editados: “Quatro Amanhãs” (1995 – coletânea de contos) e “Pontos de Vista” (2000 - romance). Leciona ou lecionou durante vários anos no Balleteatro, na Escola Superior Artística do Porto (ESAP) e na Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo (ESMAE), em áreas ligadas ao argumento, realização, interpretação e pós-produção cinematográfica. Atualmente desenvolve doutoramento em Ciências da Comunicação pela Universidade do Minho, na especialidade de Semiótica Social, sendo bolseiro pela FCT.